7 dicas infalíveis para fazer um churrasco de primeira

O churrasco é uma das melhores e mais tradicionais oportunidades para reunir a família e os amigos em volta da mesa. Mas entre os milhares de jeitos e técnicas para preparar um churrasco, existem algumas dicas e macetes que podem facilitar a sua vida, aumentar o nível do churrasco e garantir a satisfação dos seus convidados.

Nós listamos algumas dicas para ajudar você a ser o próximo mestre churrasqueiro da sua turma. Confira:

1. Calcule bem as quantidades

Planejamento é um elemento-chave para qualquer churrasco. E para evitar que seus convidados terminem o dia famintos, é sempre bom calcular a quantidade necessária de carne antes de ir às compras.

Os especialistas afirmam que a medida ideal para um churrasco de qualidade é de 400 gramas de carne por pessoa. E você pode distribuir essa quantidade entre diferentes tipos e cortes. Em um churrasco para oito pessoas, por exemplo, o ideal é comprar 3,2 kg de carne, que podem ser 800 g de picanha, 800 g de alcatra, 800 g de frango e 800 g de linguiça ou qualquer outra combinação. Vai do gosto do freguês.

Pense também que os convidados estarão de olho em outras delícias, como o Queijo de Coalho Quatá e o Pão de Alho Recheado. Por isso, cuidado para não exagerar e comprar carne demais.

2. Deixe a carne na temperatura certa

Existem alguns truques para tirar o melhor da sua carne. Um deles é deixá-la na temperatura correta antes de colocá-la no fogo. O ideal é tirar a carne da geladeira pelo menos 15 minutos antes de assar.

Para carnes congeladas, o processo é mais longo. A melhor opção é levar a carne do freezer para a geladeira cerca de 24h antes do uso. Mas se quiser acelerar um pouco o processo, também é possível deixar a peça de molho em uma bacia com água fria, tomando o cuidado de nunca deixar a carne entrar em contato direto com a água.

3. Utilize outros temperos além do sal

Outra dica é fugir um pouco do senso comum na hora de temperar a carne. Sal grosso é um elemento essencial, mas pimenta-do-reino e algumas ervas, como alecrim e tomilho, são temperos que ajudam a dar um sabor diferenciado à carne e vão bem no churrasco.

Se você quiser, também pode deixar o tempero para após o preparo. Assim, cada um pode temperar como quiser. O chimichurri, por exemplo, tradicional molho feito com ervas, alho e azeite de oliva, é muito comum na Argentina e no Uruguai e é um sucesso sempre que está na mesa.

4. Deixe a carne selar por 5 minutos bem perto do fogo

Um dos grandes segredos na hora de manter todo o sabor e as propriedades da carne é a selagem, uma técnica muito usada por chefs e por quem entende de churrasco.

Selar consiste em assar as bordas da carne a uma temperatura elevada por alguns minutos antes de deixá-la cozinhar por completo. Assim, você forma uma crosta levemente crocante e gostosa dos dois lados do bife que impede que o sangue e os sucos da carne saiam, ajudando a manter o sabor e a suculência ideais.

5. Vá além da carne

Quem pensa que churrasco é feito só de carnes está muitíssimo enganado. Existem algumas alternativas que também costumam roubar a atenção dos convidados. Uma delas é o pão de alho, que fica uma delícia quando preparado em casa (se você não tem uma receita, confira nossa versão de Pão de Alho Recheado clicando aqui).

Outra boa dica é experimentar com vegetais. Abobrinha, cebola, brócolis e batata costumam ficar uma delícia na grelha e não só servem como bons acompanhamentos para a carne como também são uma ótima alternativa para satisfazer convidados vegetarianos e veganos.

Mas um dos mais aclamados é sempre o Queijo de Coalho Quatá. Por isso, para tirar aquela nota 10 no teste de mestre churrasqueiro, sirva, no palito ou em pedacinhos, aquele queijinho grelhado, macio por dentro e torradinho por fora, e garanta o sorriso no rosto dos seus convidados. E se o queijo vier acompanhado de alguns complementos, melhor ainda! Fica a dica: mel, melaço de cana, geleia de pimenta e outros molhos são boas opções de combinação.

Complementos para o que vai na grelha também são essenciais para completar seu churrasco e fazer dele uma refeição completa. Arroz, farofa e maionese são alguns dos acompanhamentos mais tradicionais e que agradam a quase todos os paladares. Mas lembre também de incluir no cardápio a salada, principalmente de folhas com sabor mais forte, como rúcula e agrião, que agregam frescor ao prato e combinam muito bem com o sabor da carne.

6. Toque na mão para ver o ponto da carne

Você preparou a carne do jeitinho certo e já colocou ela para assar. Agora fica a dúvida: como saber quando a carne está no ponto que você quer?

O método mais utilizado por cozinheiros no mundo todo é bem simples: você compara a textura da carne com a da sua mão fazendo alguns gestos.

Como assim? É só fazer o seguinte: para saber a textura ideal de um pedaço de carne malpassada, você precisa juntar a ponta dos dedos indicador e polegar e apertar a parte gordinha embaixo do dedão. Sinta a rigidez. Está parecida com a da carne que você quer malpassada? Então, ela está pronto.

Para descobrir a textura ideal de um pedaço entre malpassado e ao ponto, por exemplo, é só juntar o dedo médio com o polegar e apertar a parte gordinha da palma da mão.

Já para saber a textura de um pedaço ao ponto, junte as pontas do dedo anelar e do polegar e aperte a mesma parte.

Por último, para um pedaço bem-passado, a textura deve ser parecida com a da parte gordinha da mão quando você junta o dedo mindinho com o polegar.

7. Deixe tudo em ordem

O churrasco foi animado? Bom, mas ainda tem a hora da limpeza, né? Fique tranquilo. Existem alguns macetes que podem ajudar a aliviar o trabalho de deixar tudo limpo e em ordem.

Para tirar a gordura da grelha, o segredo é usar uma cebola. Mais precisamente meia. Antes de usar água ou qualquer outra coisa para limpar a churrasqueira, corte uma cebola no meio e esfregue a parte interna na grelha. A umidade e acidez da cebola vai ajudar a tirar a gordura e os restos de carne sem muito problema.

Outro segredo para evitar a sujeira é apagar o carvão do jeito certo. Em vez de jogar água e espalhar fumaça e cinzas por todo lugar, o ideal é utilizar um pouco de areia ou as cinzas do churrasco anterior para diminuir a temperatura do carvão e deixar que ele apague por conta própria. Não guardou as cinzas do último churrasco? Agora você já sabe: guarde dessa vez e tenha uma boa desculpa para começar a planejar o próximo.

Produtos relacionados

Receitas relacionadas